Na Velocidade da Internet.

Tenho reparado que as pessoas têm andado muito impacientes ultimamente, sobretudo nesses novos tempos de alta conexão.
Temos ficado grosseiros uns com os outros, não respeitando particularidades, diferentes tempos de sentir e agir. Queremos tudo logo. Queremos que as decisões sejam tomadas logo. Queremos a vida na velocidade da internet.
Quando estamos parados em algum lugar, a sensação de que a vida parece estar mais devagar aumenta. Ficamos irritados não só com as pessoas, mas com todo o resto também. Parece que está tudo travado, e a vontade que temos é de dar uns cliques e resolver tudo. E rápido!
Estamos confundindo vida real e vida virtual. As pessoas não vêm com descrição de seus perfis, e não sabemos seus gostos ou onde moram ou quem são. Você vai na padaria e quando volta, já fizeram download de outro em seu lugar.
A vida passa tão rápido que às vezes penso que hoje já é amanhã
Queremos tudo tão pra agora, que frutas mal maduram no pé.
Relacionamentos começam rápido e terminam mais rápido ainda.
Filhos nascem depressa, e já nos fazem avós.
A vida na velocidade da internet, mal a gente acostuma, e já mudou.
(às vezes saudades do lápis, da caneta e do papel).

depois teclamos.
Imagem: google.

6 comentários:

Antonio C M Macedo disse...

Eu vou comentar na velocidade do caderno espiral escrito a caneta bic, é raro ver um texto enxuto como este e que traga de carona o material para a reflexão sobre o andar de nossas vidas rápidas, rapidez que consideramos a velocidade ideal para satisfazer as nossas instantâneas necessidades.
Gostei muito do texto !
Abraços

Sissym disse...

Voce disse tudo, Rike.
Eu sinto isso: o imediatismo! Já, agora, ontem, rapido, mais, muito mais, demais!

E da mesma forma que somos tratados, sem perceber, vamos fazendo o mesmo com quem estiver ao lado!

Queremos tudo logo!

Saudades de quando não haviam telefones, celulares, computadores, fornos microondas, etc... sobrava tempo! Nossa!

Beijos

Cla disse...

Ótimo texto Rike, muito reflexivo, temos as vezes que desacelerar dessa vida, pois tudo está como dizem a um clique de distância, as pessoas não saem mais de casa para fazer compras, ou simplesmente ir na padaria da esquina tudo parece que roda em torno da tecnologia, parecemos robôs programados para lidar somente com o os cliques. Ótimo texto, um grande beijo.

Van disse...

Oi Rike

Acho que a tendência é se acelerar cada vez mais.

Seu texto está ótimo, boa reflexão e ótima expressão.

Beijos

Sérgio Santos disse...

Está tudo rápido mesmo, Rike, e também sinto falta dessas coisas. Desenhar principalmente. Hj em dia mal temos tempo pra nada e somos exigidos e cobrados o tempo todo. abraço

Bia Hain disse...

Também tenho saudades, Rike. E utilizo sempre que possível. Vivemos a era das efemeridades. UM abraço!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...