Horas Esperando pra Tirar uma Foto com Papai Noel.

Hoje vim uma cena, que pra mim, foi uma das mais tristes dos últimos tempos. Sinceramente não lembro de ter visto nada igual, nem na fila do inss ou em hospital público.
Um menininho entra pela porta do shopping arrastando a mãe pela mão. Ele não consegue se controlar de êxtase e impaciência. Mesmo com a mãe tentando controlá-lo, era em vão: a alegria nele era tanta que dava pra vê-la saindo por todos os seus poros, brilhando em seus olhos e derramando em seu sorriso.
Quando ele chegou Papai Noel não estava, tinha ido há pouco almoçar (até aí a gente entende, afinal ele não é feito de aço, é feito do mesmo material humano que nós, e como tal, também precisa papar). O menininho estava irredutível e não queria arredar o pé dali até o Papai Noel voltar, mesmo com os apelos da mãe que queria dar uma volta e retornar mais tarde. Após muito e muito custo, e mil promessas prometidas, o menininho concordou e foi.
Quando o menininho voltou e deu de cara com o Papai Noel, todo aquele universo de alegria e encanto tomou conta dele como um todo. Toda aquela espera que levara uma semana desde que a mãe lhe prometera pra próxima folga dela, toda aquela noite de sono mal dormida porque acordava de hora em hora ansioso pra saber se estava na hora finalmente tinha acabado. Ele agora enfim poderia sentar no colo do Papai Noel, pedir um brinquedo e claro, tirar uma foto! Mas quando a ajudante do Papai Noel disse não (custava dezenove reais a foto, dinheiro que a mãe não tinha), a cara que o menininho fez, o choro sem lágrimas, as feições que seu rosto tomou foram qualquer coisa... triste. Por um instante não vi mais um menino, mas um corpo sem vida com a alma jogada no chão em mil pedacinhos.
Que me desculpem os religiosos, os supersticiosos, os crentes, mas o mundo não acabou em doze do doze ou acabará em vinte e um do doze, mas sim hoje, junto com a inocência daquele menino que era a essência pura e simples do Natal.
Tudo bem, entendo que a roupa do Papai Noel custa dinheiro e que seu merecido trabalho, assim como os de suas ajudantes, também merecem ser remunerados, mas tem coisas que não entendo - e as crianças menos ainda.


Imagem: google.

10 comentários:

R. R. Barcellos disse...

Essa é a face mais triste da mercantilização da data. Esse menino guardará a cicatriz na alma, como tantos outros. E quando crescer, talvez produza um texto como esse...

Abraços.

Eduardo Montanari disse...

Desde pequeno eu nunca acreditei em Papai Noel, Coelhinho da Páscoa, entre outras lendas. Não por vontade de minha mãe, mas sim simplesmente porque desde cedo eu já sabia como o mundo era, que velhos não podem voar em trenós, que coelhos não botam ovos e tudo o mais. Por mais que seja bonitinho a criança acreditar nessas coisas, cedo ou tarde a inocência morre, de um jeito ou de outro.

Jhosy . disse...

Poxa, infelicidade.
Fruto dessa comercialização banal que roubou o verdadeiro significado do Natal.
E penso que não tem nada de 'sentimento caloroso ' ou de 'clima de confraternização' ou todo esse blábláblá de Natal em negar a uma criança uma foto.
Compreendo o lado de custos com as roupas e coisas do gênero, mas acho que negar certas 'pequenezas' a uma criança é semear algo que com certeza será doloroso colher no furuto.

Jhosy

Barbie Californiana disse...

É verdade, os shoppings já lucram tanto, né? Tem estacionamento, as lojas pagam aluguel, etc e ainda cobram para tirar foto com o Papai Noel? Pelo menos poderiam deixar o bom velhinho disposto a tirar foto de graça com quem tem sua câmera. beijos e linda tarde.

Sissym disse...

Querido Rike,

Em alguns shoppings da Zona Sul do Rio, até ano passado, o valor era de R$ 25. Eu sempre achei muito caro e raras vezes o Papai Noel aceitou ser fotografado gratuitamente.

O que voce contou mostra como é a realidade desta data: comércio = dinheiro = dinheiro = dinheiro.

Imagino a carinha dele triste, eu ficaria igual a voce, assistindo tudo e com o coração apertado.

Bjs

Simone Melo disse...

...e de repente, a criança deixa de acreditar em Papai Noel, nesse momento, acredito que deva entrar o papel da Mãe como educadora, explicar que vivemos num mundo capitalista e por mais "bonzinho" que o Papai Noel seja, as vezes, ele precisa de um dinheirinho para realizar nossos sonhos de criança. Realidade que machuca, mas faz parte da Vida. Sem tirar o ludico da vida da criança, é possivel mostrar que os sonhos se realizam, mas que muito temos que lutar por eles. Talvez, mostrar que de alguma forma, o papai noel deixará algo para ele na noite de Natal,mas que isso implica em se ter algum dinheiro...Desculpe, mas sou Educadora e sei o quanto esse menininho deve estar sofrendo, porem, faz parte da Vida em uma Sociedade Capitalista...FELIZ NATAL! E que seu Papai Noel possa atende-lo com seus pedidos...Abraços

Milene Lima disse...

Eu também não entendo, Rike. Sinceramente, eu não sei se eu fosse mãe, alimentaria essa fantasia nos meus filhos. É muito cruel o que fizeram com essa criança. Estou triste.

Beijo!

Regina Rozenbaum disse...

Afff que merdelê hein?! Realidade, infelizmente, para milhões de crianças em todo o mundo. Ainda conseguimos fazer o natal, de alguns poucos, um pouco menos triste.
Beijuuss mininu amado

Bia Hain disse...

Oi, Rike. Esses tempos, em viagem à capital, achei um absurdo quando vi uma linda casa de Papai Noel com uma placa dizendo que era preciso pagar dez reais para tirar uma foto com ele. Absurdo! Isso acaba com a imaginação infantil e destrói qualquer boa fantasia que se tenha a respeito do velhinho. Jamais a imagem do papai Noel deveria ser associada ao pagamento por uma foto. Fazer o que!
Amigo, desejo que seu Natal passe longe de atitudes como essa. Que todos possamos renascer para uma sociedade mais justa e fraterna. Que você seja cercado de alegria e amigos. Um abraço!

Van disse...

Oi Rike

O mundo dos lucros, simplesmente não combina com o espírito do natal, mas há muito que este espírito já foi deturpado pelos lucros.

Eu jamis deixaria que meu filho alimentasse fantasias com papai noel ou qualquer coisa que use o espírito do natal em favor dos lucros.

Um feliz Natal para você, nada comercial e muito amoroso.

Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...